• ULTIMAS

    Trabalhador que culpa transferência de Mossoró para a Bahia por fim de casamento não consegue indenização

    A 1ª Vara do Trabalho de Mossoró (RN) negou pedido de indenização por dano moral, a engenheiro que teria alegado ter sido transferido para o estado da Bahia contra a sua vontade e sob pena de sofrer redução salarial. Além disso, alegou ainda, que a transferência teria sido responsável pelo fim do seu casamento.

    Responsável técnico pelos projetos da empresa Nova Coating Tecnologia, Comércio e Serviços Ltda, o trabalhador alegou que a transferência, além de ter sido compulsória, prejudicou o convívio com a família, resultando, ao final, em separação conjugal, com esfacelamento da estrutura familiar.

    Em sua defesa, a Nova Coating disse que partiu do próprio trabalhador a sugestão de transferência para a Bahia, tendo em vista que a região do Recôncavo era comercialmente muito mais atraente, além de ficar mais próximo do eixo rio-São Paulo, local da sede da maior parte dos clientes. A empresa alegou, ainda, que nunca ameaçou o seu funcionário com demissão.

    Ao analisar a ação trabalhista, a juíza Lisandra Cristina Lopes indeferiu o pleito do engenheiro, por entender que uma separação conjugal não se restringe a um único aspecto (a transferência de local de trabalho para outra cidade). Um relacionamento é composto de uma série de questões, sendo bastante complexo.

    Para Lisandra Lopes, o fato do trabalhador ter sido deslocado para outra cidade, e isso ter coincidido com o fim de seu relacionamento, não significa que a empresa seja automaticamente culpada pela separação. Estudos psicológicos tendem a confirmar a multiplicidade de causas para um divórcio. Também pesou contra o autor do processo o fato dele não ter comprovado, efetivamente, que sofreu as ameaças de demissão.



    Acompanhe nossas novidades também no Facebook. Clique para curtir nossa fan Page


    Compra Promocional Mês das Mães Nossa Ótica


    Você não pode perder esse presentão Nossa Ótica: tenha sua CONSULTA totalmente GRÁTIS, com o médico oftalmologista Dr. Luiz Gomes, na compra do óculos. Sabe como? Vá até a Nossa Ótica marque sua consulta e garanta o seu presente. 

    E não para por aí, o cliente que der entrada no dia da compra terá descontos proporcionais ao valor sugerido pelo cliente. E ainda, continua toda a ótica com 40% de descontos à vista durante todo o mês. 
    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    0 ► Envie seu comentário:

    Item Reviewed: Trabalhador que culpa transferência de Mossoró para a Bahia por fim de casamento não consegue indenização Rating: 5 Reviewed By: Gidel de Morais

    Seguidores

    Scroll to Top