• ULTIMAS

    MPF denuncia ex-prefeito de Assu por desvio de recursos públicos e contratação ilegal

    O ex-prefeito de Assu, Ronaldo Soares, e a ex-secretária de Assistência Social do Município, Dágenes Loanda de Morais, foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) em Assu por pagarem, com recursos públicos, mais de R$ 60 mil em despesas de particulares com empréstimos consignados e taxas cartoriais, além de contratarem, ilegalmente, uma organização para fornecer mão de obra à Prefeitura.

    A investigação do MPF reuniu mais de 40 volumes de documentos e apontou que, entre 30 de agosto de 2007 a 9 de junho de 2008, Ronaldo Soares e Dágenes Loanda emitiram ordens de pagamento lastreadas em recursos do Fundo Municipal de Assistência Social (FMAS) para o pagamento de parcelas de empréstimos consignados contraídos por particulares, totalizando R$ 8.518,66.

    Já entre 18 de maio de 2007 e 30 de novembro de 2008, os dois desviaram verbas públicas em proveito de terceiros, ao emitir ordens de pagamento lastreadas em recursos do IGD/Bolsa Família para o pagamento de despesas cartoriais de particulares, somando R$ 52.937,50.

    Oscip - Em 2008, o ex-prefeito e a ex-secretária firmaram ainda um Termo de Parceria com a “Valer – Capacitação, Pesquisa e Assessoria para o Desenvolvimento Local Sustentável”. O objetivo era a contratação de mão de obra para execução de atividades do Programa Bolsa Família. A entidade, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), foi contratada sem prévia licitação e sem observar as formalidades pertinentes à dispensa ou à inexigibilidade.

    Os repasses realizados à entidade alcançaram R$ 54.316, em cinco parcelas iguais de R$ 10.863,20. A Controladoria Geral da União (CGU) constatou que a atividade desempenhada pela Oscip na execução de programas do setor de assistência social consistia em mero fornecimento de mão de obra, por meio de terceirização ilícita.

    Os dois responderão pela dispensa indevida de licitação (artigo 89, da Lei nº 8.666/93) e pelo desvio das verbas públicas (Artigo 1.º, I, do Decreto-Lei 201/1967). A denúncia assinada pelo procurador da República Victor Queiroga foi protocolada na Justiça Federal sob o número 0000085-59.2016.4.05.8403.


    Acompanhe nossas novidades também no Facebook. Clique para curtir nossa fan Page

    ______________________________________________________

    Rena Motos Peças e Serviços a melhor loja para a sua moto, em Caraúbas

    A Rena Motos Peças e Serviços tem tudo para garantir a sua satisfação e a segurança de sua motocicleta. Conheça aqui os serviços, as dicas de manutenção e as peças que Rena Motos oferece, e faça a melhor escolha para manter sua moto sempre novo, e você sempre tranquilo.

    As motocicletas precisam de reparos constantes para não haver desgastes. Manutenção, substituição de peças danificadas e troca de óleo do motor são alguns dos serviços prestados pelas oficinas mecânicas de Rena Motos. Só com o Serviços e mecânicos de confiança e bem treinados para que sua moto saia com cara de nova.

    Organização Renatinho
    Telefone para contato: 3397-2021/9926-2474 
    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    0 ► Envie seu comentário:

    Item Reviewed: MPF denuncia ex-prefeito de Assu por desvio de recursos públicos e contratação ilegal Rating: 5 Reviewed By: Gidel de Morais

    Seguidores

    Scroll to Top