• ULTIMAS

    Saguis dão pistas visuais de gravidez, conclui estudos da UFRN

    Por Williane Silva e Marcos Neruber  
    Já é sabido que a comunicação animal se baseia em sinais acústicos, químicos, comportamentais e visuais, mas será que é possível detectar uma gravidez pela cor ou luminância da pele? Pesquisadores do Instituto do Cérebro (ICe) e do Departamento de Fisiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em trabalho com alunos da Pós-graduação em Psicobiologia, constataram que saguis, que são primatas neotropicais, percebem por meio de pistas visuais que as fêmeas de sua espécie estão gestantes.

    De acordo com a professora do ICe, Maria Bernardete Cordeiro de Sousa, o questionamento sobre a possibilidade de perceber uma gestação por sinais visuais começou ainda na década de 1990 até chegar a este estudo realizado pela primeira vez com saguis. “Buscamos observar se as fêmeas dominantes emitiam sinais visuais para as fêmeas subordinadas e para os machos, sinalizando a sua gravidez”, explica.
    Ainda segundo a pesquisadora, a necessidade de sinalizar uma gravidez para os membros da espécie se dá por questões de sobrevivência e reprodução, pois os machos precisam se preparar fisicamente, inclusive, ganhando peso para cuidar do filhote. Além disso, poderia ser uma forma de a fêmea dominante sinalizar para a fêmea subordinada a sua gestação, com possibilidade de inibir a gestação da mesma no grupo social.

    Método e resultados

    A pesquisa foi realizada com o suporte do Laboratório de Estudos Avançados em Primatas (LEAP) da UFRN, uma colônia de quase 200 saguis. Quatro fêmeas de sagui comum, seus parceiros reprodutivos e filhotes foram alojadas em área cercada ao ar livre, em condições naturais em temperatura, umidade e iluminação, com acesso à luz do sol, frutas sazonais e ração e em contato parcial com outras famílias de saguis e com a vegetação.

    O estudo procurou medir dois fatores visuais da pele da região genital e da coxa das fêmeas durante a gravidez - a luminância e a cor. Segundo Maria Bernardete, a explicação para a escolha desses dois elementos se deu porque os primatas neotropicais machos são dicromatas, ou seja, enxergam o espectro de apenas duas cores; já a maior parte das fêmeas é tricromata, conseguindo visualizar a partir de três pigmentos distintos, com visão semelhante a dos seres humanos. Como a visão dos machos é limitada para as cores, também foi necessário observar aspectos acromáticos, ou seja relacionados a intensidade de luz (luminância).

    Dessa forma, poder-se-ia dizer que os tricromatas estariam em situação vantajosa do ponto de vista evolutivo por enxergar mais cores. Os resultados do trabalho porém, sugerem que, considerando o aspecto “gestação”, os fatores acromáticos ou de luminância prevalecem em comparação aos cromáticos, pois, com a observação dos cinco meses de gestação do animal, verificou-se que o contraste cromático diminuiu no período próximo ao parto, possibilitando a visualização somente dos tricromatas, ou seja, só as fêmeas conseguiram enxergar. Já o contraste de luminância aumentou, fator visualizado por ambos os sexos da espécie.
    “A literatura científica vem buscando a explicação por vários tipos de pistas, que poderiam ser de natureza olfativa, por exemplo. Mas, no ambiente natural do primata, ele necessita fazer observações a distância. Então, evolutivamente, o sinal visual deve prevalecer”, esclarece Bernardete.

    De qualquer forma, os pesquisadores acreditam que análises futuras, considerando a relação dos hormônios sexuais, do comportamento visual e das informações acústicas, podem trazer contribuições ainda maiores.

    Além de Maria Bernardete Cordeiro de Sousa, a pesquisa também foi realizada por Daniel Marques Almeida Pessoa (professor do Departamento de Fisiologia), Laís Alves Antonio Moreira e Danilo Gustavo Rodrigues de Oliveira (alunos de pós-graduação).

    Acompanhe nossas novidades também no Facebook. Clique para curtir nossa fan Page

     

    ______________________________________________________

    Caraúbas AutoMotos: Juntos Realizando Sonhos!

    Adquira sua Moto Honda, Yamaha e Trax, Carro Novos e Usados de várias marcas, como também sua Casa Própria ou seu Terreno, através das linhas de financiamentos ou consórcios na LOJA CARAÚBAS AUTOMOTOS, através de seu representante legal Gildemar Oliveira (Galego da Honda). 

    Na Rua João Gomes de Oliveira, 474 – Centro. Agende uma visita através dos telefones (84) 3337-2290 e 9929-1929. 


    A cada semana uma Promoção Especial Pra VOCÊ. Vá lá conferir.
    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    0 ► Envie seu comentário:

    Item Reviewed: Saguis dão pistas visuais de gravidez, conclui estudos da UFRN Rating: 5 Reviewed By: Gidel de Morais

    Seguidores

    Scroll to Top